#Moema30Anos

#Moema30Anos: o indiscutível charme europeu

Mapa de São Paulo em 1841: ué, cadê Moema e a zona Sul? 
 
 
Os primeiros registros históricos de Moema datam do final do século 19, quando imigrantes ingleses e alemães começaram a se instalar na região formada por várzeas, terrenos alagadiços e grandes chácaras pelas quais passavam os trilhos da estrada de ferro que ligava São Paulo a Santo Amaro - que, na época, era um município independente da capital paulista. Na foto abaixo, de 1895, você vê uma das 'estações' de parada do trem. 
 
Foto de 1895: locomotiva na região que hoje é Moema

Em 1906, a chegada dos bondes elétricos que vinham do centro da capital paulista, desciam a Avenida Conselheiro Rodrigues Alves (atual Avenida Ibirapuera) e seguiam em direção a Santo Amaro traz, literalmente, novos rumos a Moema - que passa a receber os primeiros loteamentos. Em 1930 instalam-se as primeiras fábricas com mão de obra estrangeira, trazendo operários da Hungria, Lituânia, Alemanha, Itália, Áustria, Polônia e Rússia, reforçando o charme europeu do bairro.

Já eram quase quatro mil habitantes - divididos entre as abastadas famílias da ‘Moema dos Pássaros’ e as famílias de operários da ‘Moema dos Índios’.

Ou seja, a região veio lentamente crescendo e se urbanizando desde o início do século 20, e algumas de suas características - como a brasilidade extrema e a pegada europeia - já se mostravam presentes há tempos. Mas mesmo assim, será que você não se perderia na área de Moema se por acaso dobrasse uma esquina e um desvio do espaço-tempo levasse direto aos anos 1950?  

Bom, vamos fazer um teste. Por exemplo,  o colecionador de fotos antigas Luiz Eduardo Cirne Correa, que tem uma página superlegal no Pinterest sobre São Paulo antiga, fez uma comparação entre um mesmo local nos anos de 1953 e 2016.  Tente advinhar onde é:

 

Pois é, só com ajuda mesmo.... As fotos são da avenida Jamaris, aqui pertinho do Tropical Kids! Dá para acreditar que em 63 anos tanta coisa mudou? Foram tiradas em 1953 e 2016 do mesmo local. Uma coisa é certa: já tinha bikeira na região. Resta saber quem seriam as duas mocinhas na bicicleta. Alguma pista?

 

Se nos anos 50 a região era ainda tão bucólica, nem se deve esperar que algo mudasse rapidamente nos anos seguintes. O crescimento econômico e populacional era lento. Nos anos 60, os trilhos dos bondes foram retirados e a Avenida Ibirapuera foi pavimentada e arborizada. Moema ficou ainda mais bonita! Só que, na verdade, o bairro ainda não se chamava assim. Fazia parte, ainda, de Indianópolis.

Mas foi só mesmo em agosto de 1976 que o desenvolvimento chegava para ficar - impulsionado pela inauguração do nosso mais importante polo comercial: o Shopping Ibirapuera (na foto acima, você vê a construção em 75). Ao iniciar as operações, ele contabilizava 278 lojas - e o empreendimento era tão grande e tão único que chamou a atenção de construtoras e empresários para o potencial da região.

O shopping é, sem dúvida, um marco na evolução de Moema, que passou a ser melhor e muito mais incrível. Mas isso é causo pra outra hora. Fique ligada que a gente tem mais histórias sobre os 30 anos de Moema para contar - breve aqui no site!